sábado, 20 de março de 2010

Enterro - Nunc Scio Tenebris Lux - 2008

BANDA: Enterro
ALBUM: Nunc Scio Tenebris Lux
LOCAL: RIO DE JANEIRO - HELL DE JANEIRO
ANO: 2008
GÊNERO: BLACK METAL
SITE: http://www.myspace.com/enterro

MEMBROS:
Nihil - Vocals
Osorium - Lead guitar
Doneedah - Rhythm guitar
Kafer - Bass
Perazzo - Drums

FAIXAS:
01 - He Who Must Be Killed

02 - War Is My Answer

03 - The Funeral
04 - Nunc Scio Tenebris Lux
05 - This Land Shall Burn

06 - I Don't Need Your Sacrifice

07 - There's Nothing Divine

08 - In The Coffin

09 - The Meaning To Hate


DOWNLOAD Enterro - Nunc Scio Tenebris Lux - 2008
http://www.mediafire.com/?jmuldju1hmq


NOTAS:
O baixista China e o guitarrista Donida, ambos da banda MATANZA, possuem um projeto paralelo chamado "Enterro". É uma banda de Black Metal, que lançou seu primeiro CD independente em 2008, nomeado "Nunc Scio Tenebris Lux".
Nunc Scio Tenebris Lux, do latim, algo em torno de “vejo agora que as trevas vem da luz”. Há uma discussão lingüística em torno desta tradução, que põe em suspeita se tratar, na verdade, de propaganda anti-cristã. A apropriação de uma sentença em latim como nome do álbum de estréia da banda carioca Enterro sugere que sua mensagem que não deve ser lida por todos. Não há um paradigma para o Black Metal mas deve-se reconhecer um entendimento de negação à ordem estabelecida, extremo e hermético, urgente e indecifrável, para que o título se justifique. A imagem do Vaticano em ruínas na capa deste CD, na verdade, não envolve nenhuma causa satanista mas especifica o repúdio ao monumento maior da estupidez humana, a Igreja católica. Em especial por seu caráter secular e pesarosa influência na história que nos é relevante, representa a alegoria perfeita para o despropósito, não só das religiões, como da própria existência do ser humano na Terra. O som do Enterro é direto, rápido e fúnebre. Filtra influências das harmonias do Slayer, das passagens rápidas do Darkthrone, da cadência do Marduk e de toda misantropia da cena escandinava do começo dos anos 90. Tudo obscurecido pela carga de Nargaroth e Judas Iscariot que pesa sobre o frontman Nihil.
A arte gráfica, assinada por Marcelo HVC, traduz o ambiente visual pesado e escuro do estado de guerra que a obra dedica. “Nunc Scio Tenebris Lux” é um CD independente, produzido pela banda e sua distribuição será reservada e silenciosa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário